terça-feira, 28 de junho de 2011

Indicadores de Educação de Qualidade

Os indicadores da qualidade na educação foram criados para ajudar a comunidade escolar avaliar e melhorar o desempenho do educando e da escola, com o objetivo de compreender os pontos fortes e fracos pêra poder intervir no desenvolvimento das ações administrativas, pedagógicas e financeiras da gestão escolar.
Vale lembrar que esta luta é de responsabilidade de toda a comunidade escolar local: pais, mães, professores, diretores, alunos, funcionários, conselho de escol, conselho tutelar, de educação do direito da criança, ONGs, órgãos públicos, universidades, enfim toda a pessoa ou instituição que se relaciona com a escola e se mobiliza por sua qualidade. A educação de qualidade é resultado da parceria entre varias organizações governamentais e não governamentais que envolva a participação de ações educativas: UNICEF, PNUD , INEP, Campanha pelo Direito à Educação, Cenpec, CNTE, Consed, Fundação Abrinq, Fundescola, MEC, Instituo Polis, IPEA e Undime.
A mobilização da comunidade escolar para organizar o processo de escolha do planejamento participativo com grupo de pessoas envolvendo temas correlatos ao trabalho, reunião prévia, discussão dentro do principio estabelecido que venha orientar e ajudar no decorrer dessa atividade o melhor desempenho, no encaminhamento de ações tratando da qualidade alcançada pela escola no IDEB, nas séries iniciais do 1º ao 5º ano, aonde chegou ao índice de desenvolvimento 4,6% no ano de 2009, superando a média estadual que tinha como meta de atingir em 2013. Para que os trabalhos possam transcorrer bem e com a participação de todos é preciso divulgar as atividades em reunião de pais e a comunidade escolar mostrando as providências com antecedências, disponibilizando um espaço para receber em encontro com a família que são os parceiros nesse trabalho educativo.
Os instrumentos elaborados com base em elemento da qualidade da escola em suas dimensões, ambiente educativo, prática pedagógica e avaliação, gestão escolar democrática, formação e condições de trabalho dos profissionais da escola, espaço físico escolar e, por fim, acesso e permanência dos alunos na escola. O ambiente educativo deve contar com estrutura conveniente ao desempenho do educando, oferecendo condições de trabalho aos profissionais de educação, a exercerem suas funções com dignidade, respeitando os princípios do direito de deslocar com segurança dentro do espaço físico, com acesso e acessibilidade para a comunidade escolar e assegurando a permanência do aluno na escola.
Cada grupo deve ser composto por representante da comunidade escolar com acento no trabalho de desenvolvimento das ações em que estão envolvidos e podendo contribuir no desenrolar das atividades, buscando assim contribuir com o melhor no caminho do processo de qualidade; elegendo um coordenador e um relator para o acompanhamento das ações propostas pela comunidade local. Com as prioridades de cada dimensão os grupos estarão pronto para o grande momento do encontro em ouvir o debate sobre a comunidade escolar.
1. Dimensão – Ambiente Educativo.
Indicadores e Perguntas:
1. Amizade e Solidariedade.
1.1. Quando alguém (professores, funcionários ou aluno) chega à escola com algum problema pessoal encontra pessoas dispostas a ajudar?
1.2. O ambiente da escola favorece a amizade entre todos (entre alunos e alunos; entre professores e alunos; entre os professores, etc.)?
No trabalho participativo deve haver a compreensão do corpo docente, com interação entre o segmento do corpo discente e funcionários todos juntos para ajudar a desenvolver ações cooperativas com o fim de vencer os obstáculos enfrentados pela comunidade escolar local e poder obter resultados satisfatórios na aprendizagem.
A amizade favorece no desempenho acadêmico de nossos alunos no ambiente escolar, contando com a compreensão e atenção do professor facilita a realização das atividades propostas pela escola, e com isso melhorar a qualidade da educação.
2. Alegria.
2.1. Os alunos gostam de freqüentar a escola?
2.2. As pessoas que trabalham na escola gostam do trabalho que ali desenvolvem?
2.3. A escola promove festas com a participação de pais, alunos, professores e funcionários?
Os alunos da Escola Estadual Professora Joana Honório da Silveira Moura – Ensino Fundamental gostam de freqüentar a escola nos anos iniciais e finais, não havendo praticamente evasão escolar, e com isso melhorando o índice de desenvolvimento da educação básica, obtendo 4,6% do 1º ao 5º Ano e 3,5% do 6º ao 9º Ano, enquanto na Educação de Jovens e Adultos existe índice de evasão dentro da realidade brasileira.
O quadro funcional de nossa escola composto de professores, funcionários, coordenadores, supervisores, técnicos administrativos e gestores escolares, trabalhando integrados com instituiu de produzir uma ação participativa que envolve o empenho de cada segmento, favorecendo o funcionamento do ambiente escolar com dignidade e respeito pelo bem público.
A escola promove festa com a participação de pais, alunos, professores e funcionários envolvendo os segmentos que compreende o âmbito escolar para que haja uma interação entre a escola e a comunidade escolar local, fortalecendo a cooperação com atividades sócio-culturais com envolvimento e apresentação de grupos de alunos nos momentos festivos tais como: Dia das mães, festas juninas, dia dos pais e confraternização natalina entre outras.
3. Respeito ao outro.
3.1. Os alunos tratam bem os professores e os funcionários da escola?
3.2. Os professores são respeitosos e efetuosos com os alunos?
3.3. Os professores, diretores e funcionários se tratam bem e se respeitam?
3.4. As pessoas que trabalham na escola se sentem respeitadas e valorizadas pelos pais?
3.5. Os pais são sempre atendidos com atenção e respeito na escola?
Os alunos mantêm um bom relacionamento com os professores e os funcionários dentro dos princípios estabelecidos pelo Regimento Interno da escola, com normas de convivências adotadas no ambiente escolar, dando ênfase ao direito e respeito, a moral, dignidade e liberdade do cidadão.
O respeito aos professores de manter a ordem o compromisso pela melhor qualidade do ensino, com isso buscando o momento de afetividade para facilitar a convivência humana dentro do espaço da sala de aula, como meio de facilitar o ensino aprendizagem de qualidade.
A gestão escolar busca manter a ordem e respeito mútuo entre professores e funcionários, facilitando o ordenamento das ações educativas desenvolvidas no âmbito escolar, e com o fim de ajudar a respeitar o direito do trabalho coletivo, que todos devem ser co-responsáveis por suas tarefas atribuídas no dia-a-dia em seu ambiente da escola.
Os pais respeitam as pessoas que trabalham na escola como parceiros que buscam prestar serviços em prol do desenvolvimento sócio-cultural da família a continuidade a aprendizagem de seus filhos, e com isso abrindo caminhos de convivência dentro da escola e mantendo um bom relacionamento entre escola e família.
A escola busca na família o apoio do trabalho educativo para alcançarem resultados no índice de desenvolvimento da educação básica IDEB, favorecendo o respeito entre escola e família, e que possa caminhar para uma educação de qualidade e colocar em lugar de destaque na vida profissional.
4. Combate a discriminação:
4.1. Na escola todos são tratados com respeito e mantêm laços de amizade, não importante se são negros, brancos, indígenas, pessoas com deficiências, ricos ou pobres, homens ou mulheres, homossexuais ou não?
4.2. Quando o aluno tem atitudes preconceituosas ou discriminatórias?
4.3. A discriminação (atos preconceituosos contra pessoas com deficiências)?
O combate a discriminação são tratados com respeito do principio de igualdade entre os seres humanos e com amizade e lealdade entre as pessoas que se sente discriminado no meio social em seu ambiente escolar facilitando a convivência harmoniosa de ricos ou pobres, brancos ou negros, homens ou mulheres e homossexuais.
Os alunos têm atitudes de colocar apelidos ou fazer brincadeiras que busca discriminar os colegas no âmbito da escola, e com isso criar um ambiente desagradável entre aqueles que na sala de aula se sente prejudicados por esse mal de humilhação.
A discriminação deve ser trabalhada como meio de superar a desigualdade social existente entre a sociedade, no ato preconceituosos contra as pessoas com deficiência, povos indígenas, mulheres, negros, homossexuais a necessidade de respeito mútuo entre os pares que convive em um ambiente escolar na busca de educação de qualidade, assegurando no Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA a gratuidade da escola à nível da educação básica.
2. Dimensão – Prática Pedagógica e Avaliação.
2.1. A escola possui um Projeto Político Pedagógico (em forma de documento)?
2.2 Professores, pais, alunos, diretores, funcionários e outros membros da comunidade escolar participam da elaboração do projeto político pedagógico da escola?
2.3. Todos os que trabalham na escola, pais e alunos conhecem o projeto político pedagógico da escola?
2.4. O projeto político pedagógico da escola é coerente com a LDB (Lei de Diretrizes e Base da Educação Nacional) e com as Diretrizes Curriculares Nacionais?
A Escola Estadual Professora Joana Honório da Silveira Moura possui um Projeto Político Pedagógico escrito na forma de documento que serve de instrumento para as ações desenvolvidas por essa instituição de ensino, que verem no trabalho coletivo em sua participação os momentos de estudos com a comunidade escolar.
Os gestores, professores, alunos, funcionários, conselho de escolas e membros da comunidade escolar local, participaram da elaboração do Projeto Político Pedagógico da escola, estudo dirigidos, debates, reuniões e encontros prévio agendado com cronograma de ações a serem discutido.
Todos os que trabalham na escola, pais e tomam conhecimento nos encontros realizados pela escola, para trabalho das ações voltadas para o desempenho acadêmico dos discentes.
O Projeto Político Pedagógico da escola está em consonância com as Lei de Diretrizes e Base da Educação Nacional que trata do funcionamento da educação básica à nível das modalidades de ensino, obedecendo as diretrizes curriculares nacionais, garantindo uma educação de qualidade dentro dos princípios filosóficos do direito à gratuidade e obrigatoriedade na rede oficial de ensino, com proposta e metas a serem alcançadas.
3. Planejamento:
3.1. Os professores planejam regularmente suas aulas?
3.2. Os professores trocam idéias entre si para planejar as aulas?
3. 3. O planejamento prevê o uso de diferentes recursos pedagógicos em sala de aula.
3.4. Os professores procuram saber o que os alunos aprenderam no ano anterior para preparar o planejamento do ano letivo?
3.5. Os professores ouvem e consideram opiniões e sugestões dos alunos para planejar suas aulas?
O planejamento da escola em que trabalhamos é realizado com suporte técnico do Supervisor Pedagógico e gestão, um dia por semana, onde discute as atividades que irão trabalhar durante a semana como instrumento de acompanhamento das ações da sala de aula.
No planejamento há troca de idéias entre as áreas do conhecimento, para facilitar o desenrolar das ações pedagógicas e buscar melhorar a qualidade do ensino aprendizagem.
Com o planejamento participativo prevê-se o uso de diferentes recursos pedagógicos a serem utilizados em sala de aula com o fim de ampliar o conhecimento através da Internet, jornais, revistas, livros diversos, obras de arte, filme entre outros facilitadores da aprendizagem.
O professor prepara o planejamento anual com base em conversa e dialogo com companheiros da educação que atuaram em anos anteriores para servir de instrumento das ações propostas para o ano letivo, com componentes curriculares correlatos para formação de uma cidadania.
Os planejamentos dos professores devem parti das opiniões surgidas por parte dos educando, que possa atender as expectativas e os componentes curriculares que estão sendo executados durante ano de estudo, que está cursando dentro do principio estabelecido pela LDB e em consonância com Projeto Político Pedagógico da escola.
3 Dimensão – Gestão Escola Democrática
3.1. Informação Democratizada:
3.2. A direção consegue informar toda a comunidade escolar sobre os principais acontecimentos da escola?
3.3. As informações de maneira rápida entre professores, funcionários, alunos, pais e comunidade escolar?
3.4. A direção presta conta à comunidade escolar (pais, alunos, professores, funcionários etc.) apresentando o orçamento da escola e seus gastos?
3.5. Há um mural em local visível contendo as principais informações relacionadas as atividades da escola (datas comemorativas, prestações de contas, data de reuniões, agenda escolar do ano letivo, etc.)?
3.6. O conselho de escola é formado por representante de toda comunidade escolar?
3.7. A comunidade escolar (pais, diretor, professores, demais funcionários, alunos etc. ) é informado sobre as estatísticas educacionais produzidas pelo INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, do Ministério da Educação) ou pela Secretaria de Educação sobre o desempenho da escola e da rede da qual faz parte (tais como taxas de evasão, abandono, distorção idade série, avaliação de aprendizagem)?
3.8. A escola recebe repasses financeiros da Prefeitura, do Governo estadual ou Fundo Nacional para o Desenvolvimento da Educação (FNDE-MEC) para pequenas despesas na escola?
A gestão escolar mantém a comunidade escolar informada dos principais acontecimentos escolar através de conversa, dialogo mentido com os segmentos da escola.
As informações que chegam a escola são transmitidas através de encontro no intervalo das atividades ou por meio de aviso na sala de aula, que toma conhecimento da gestão são encaminhados a comunidade escolar para tomarem ciência do que está acontecendo no ambiente escolar.
A gestão presta conta dos recursos recebidos pela escola durante o ano letivo: PNAE – Merenda Escolar 10 parcelas anuais; PAGUE- recursos do governo do Estado, repassado pelo Fundo Estadual de Educação em conta inclusive da Escola para receber estes proventos que servirá de complemento na compra de GNP, pequenos serviços, compra de material de limpeza e expediente; e o PDDE- recursos que recebemos uma vez por ano para custear a máquina administrativa da escola durante o ano, distribuído em custeio com 50% e capital 50%, com prestação realizada pelo Coordenador Administrativo Financeiro e mostrada à comunidade escolar como foi aplicado esses proventos e arquivado em nossa escola.
O mural da escola contendo as principais informações relacionadas ao desenvolvimento das ações administrativas, pedagógicas e financeiras no ambiente escolar: datas comemorativas, prestações de conta, edital, calendário escolar, horário de trabalho, data de reuniões e agenda escolar do ano letivo.
O conselho de Escola constituído por membros dos segmentos da comunidade escolar, professores, funcionários, alunos e pais ou responsáveis escolhido entre os pares com um titular e suplente.
O acesso e compreensão de uso dos indicadores oficiais de avaliação da escola e da rede de ensino, produzidos pelo INEP/MEC, através de pesquisa educacional sobre o desempenho da escola na taxa de evasão, abandono, repetência, distorção idade série e a avaliação da aprendizagem.
O FNDE por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola - PDDE distribui a escola recursos para que consiga resolver rapidamente pequenos problemas de infra-estrutura, custeio de equipamento e recursos pedagógicos que atenda demanda do ambiente escolar para funcionar com dignidade.
4. Formação e Condição de trabalho dos profissionais da escola;
4.1. Formação Inicial e Continuada.
4.2. Todos os profissionais da escola habilitação (formação inicial necessária para o exercício de sua função)?
4.3. A escola dispõe da quantidade de professores de que necessita?
4.4. O número de funcionários é suficiente para o bom funcionamento da escola?
4.5. A escola possui profissionais de apoio pedagógico suficiente?
4.6. Os professores e os demais profissionais da escola contam um plano de carreira?
4.7. Os professores começam e terminam as aulas pontualmente?
Os profissionais estão habilitados com formação inicial para exercerem as suas funções da qual estão inseridos no processo de ensino aprendizagem, e buscam qualificar-se no ambiente escolar com formação acadêmica oferecida pela UFERSA – Campus de Angicos.
A escola dispõe de um quadro deficitário do 1º ao 5º Ano, 6º ao 9º Ano e da Educação de Jovens e Adultos, sendo contemplado com professores regente de contrato temporário, estagiário e horas suplementares para supri a necessidade de docente na busca de uma educação de qualidade.
O quadro de funcionários atende as necessidades mínima de funcionamento, sobrecarregando os serviços de vários os setores da escola para que haja um bom desempenho no ambiente escolar.
O Apoio pedagógico da escola com coordenador geral pedagógico, supervisor, técnicos da área de ensino, todos preocupados com um bom desempenho nas atividades educacionais, dando suporte técnico, orientando e trabalhando as dificuldades dos alunos, com cooperação do corpo docente, na busca de melhoria do ensino aprendizagem.
Os professores dispõem de um plano implantado no ano de 2006 pelo governo do Estado, mas está precisando haver revisão em alguns pontos que não foram contemplados na sua totalidade e enquanto que os demais funcionários estão lutando para que possam receber este direito profissional com implementação de seu plano de carreira e com isso produzirem no serviço público com qualidade.
O horário de funcionamento da escola é tratado como de prioridade tanto para o professor, funcionário e o aluno diante do compromisso profissional, torna-se indispensável o cumprimento da jornada de estabelecida pela escola.
5. Ambiente Físico Escolar.
5.1 Suficiência do ambiente físico escolar;
5.1. Qualidade do ambiente físico escolar
5.2. O aproveitamento do ambiente físico escolar.
A suficiência do ambiente físico escolar contando com estrutura adequada para o funcionamento das atividades educacionais, com sala de aula, biblioteca, sala de leitura, banheiros, carteiras, quadro branco, mesa/cadeira para o professor, pátio escolar, mini-campo, quadra de esporte, televisão, computadores, vídeo-cassete, aparelho de som, caixa de som amplificada, merenda escolar, calendário escolar e plantas na área livre.
A qualidade do ambiente físico escolar tem um espaço adequado para oferecer um trabalho educacional dentro dos princípios do direito a educação, sala de aula arejada, bebedouros com água filtrada, carteiras em boa conservação, mesas para professores, pátio seguro, espaço para prática esportiva, conteúdos de vídeos, TV e música, tudo isso para melhorar a qualidade do ensino.
O aproveitamento de o ambiente físico escolar dar-se por professores, alunos com acesso a pesquisa, estudo dirigido, uso de banheiros, carteiras quebradas são consertadas, mesmo com as mesas do professores, o pátio aproveitado para recreativas e pedagógicas, ensino e prática de esporte para alunos, as sala de aulas são organizadas por componentes curriculares das diversas áreas de conhecimento, a biblioteca pode ser freqüentado por alunos, pais da comunidade escolar e terem acesso ao acervo da escola, a merenda escolar servida conforme orientação alimentar, o calendário escolar fixado em local visível, planta de árvore e flores da escola, o tratamento do lixo com trabalho pedagógico sobre a destinação do mesmo, a beleza do ambiente escolar são discutidas com a comunidade escolar, com o fim de melhorar a qualidade do ambiente escolar.
6. Acesso e Permanência dos alunos na Escola.
6.1. Atenção especial aos alunos que faltam.
6.2. A comunidade escolar procura o número total de faltas dos alunos?
6.3. A comunidade escolar procura compreender as causas das faltas dos alunos?
6.4. Todas as crianças em idade escolar do entorno freqüentam a escola regularmente?
6.5. A comunidade escolar busca compreender as causas do abandono e da evasão?
6.6. A comunidade escolar sobre quais as disciplinas que mais reprovam e isso está merecendo atenção especial da direção e dos professores?
6.7. A escola oferece oportunidade especial para os alunos que tem dificuldades de aprendizagem?
A comunidade escolar preocupada com a freqüência dos alunos, devido o fracasso nas atividades escolares e com isso baixo índice de desempenho do educando dificultando a promoção de um ano para outro.
A escola procura compreender junto à comunidade escolar, família, pais porque estão faltando tanto, prejudicando andamento das ações pedagógicas e com isso podendo até abandonar a sua vida estudantil em virtude do compromisso da família em manter-lo na escola.
A escola está de porta aberta para receber as crianças em idade escolar com o compromisso de oferecer as dependências, corpo docente e o trabalho pedagógico voltado em atender regularmente a este aluno com afetividade, carinho, amor e dignidade em prol da permanência do educando e o respeito pelo bem público.
O trabalho da comunidade escolar está centrado nas causas que leva o aluno abandonar a escola, sem haver uma justificativa da desistência em sua continuidade nas atividades educacionais, mostrando-se incapaz de vencer os desafios de aprender a conviver em um ambiente coletivo que luta em oferecer dignidade, segurança, harmonia e paz para que seja um cidadão consciente de seu compromisso de aprender a ser e aprender a aprender e a estudar.
A escola está preocupada com o trabalho pedagógico em fazer análise de resultados nas áreas do conhecimento aonde há o maior índice de reprovação, a gestão vem fazendo um trabalho de acompanhamento e planejando para melhorar aprovação nas disciplinas de Português e Matemática do 6º ao 9º Ano, com levantamento de dados dos últimos anos e com isso buscar melhorar o desempenho dos indicadores da qualidade do ensino.
A Supervisão e professores trabalham os alunos que tem dificuldades de aprendizagem com lições extras, grupo de reforços, solicitação de professores externos, realização de encontro ou aulas extras, mobilização de voluntários para apoio e exame de recuperação.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial